Turismo

Regiões Turísticas

Central

  • Congonhas - Pôr do sol com profetas de Aleijadinho - Alexandre C. Mota

É a principal área de concentração demográfica do estado, em função do volume de investimentos e do efeito polarizador da Região Metropolitana de Belo Horizonte. Apresenta localização privilegiada em relação aos grandes centros urbanos do país.


O melhor da região Central

É na região Central que estão localizados os três Patrimônios Culturais da Humanidade em Minas Gerais - Centro Histórico de Ouro Preto, Basílica Bom Jesus do Matosinhos, em Congonhas, e o Centro Histórico de Diamantina.


Por corresponder à área da mineração do ouro e do diamante no século 18, a região abriga o maior acervo do Estado de arquitetura colonial e arte, além dos maiores e mais importantes museus culturais. A Estrada Real passa pela região Central; nela pode-se percorrer um bom trecho do Caminho Velho - São João del-Rei a Ouro Preto - ou conhecer uma parte do Caminho Novo - Barbacena a Ouro Preto - e ainda todo o trajeto de Ouro Preto a Diamantina.


As duas ex-capitais, Mariana e Ouro Preto, e a atual capital de Minas Gerais, Belo Horizonte, estão localizadas na região Central.


A Pré-História possui registros importantíssimos. A região Central é considerada o berço da espeleologia e da paleontologia brasileira. O crânio de "Luzia", o fóssil humano mais antigo das Américas, foi encontrado na região de Lagoa Santa, onde se iniciaram as primeiras escavações arqueológicas no país.


As três grutas mais visitadas em Minas também estão localizadas na região Central - a famosa gruta de Maquiné, em Cordisburgo; a Gruta da Lapinha, na cidade de Lagoa Santa; e a encantadora Rei do Mato, em Sete Lagoas.


Para os amantes do ecoturismo ou estudiosos de ecossistemas, existem excelentes opções, como o Parque Nacional da Serra do Cipó, o Parque Estadual do Itacolomi e o Parque Estadual do Rola Moça.


O município de Brumadinho possui um atrativo imperdível de arte contemporânea e natureza em uma relação surpreendente: Inhotim.


Artesanato de qualidade pode ser adquirido em Resende Costa, Prados, Catas Altas da Noruega e em Diamantina.


Dois grandes nomes da literatura nacional nasceram na região Central - João Guimarães Rosa e Carlos Drummond de Andrade. Em Cordisburgo, a Casa Guimarães Rosa emociona o visitante com seu aconchego. Em Itabira, a poesia está nas ruas; é só seguir as placas com os poemas de Drummond pelo Museu de Territórios Caminhos Drummondianos.


Muitos eventos acontecem na região. Os destaques ficam para o Festival Internacional de Cultura e Gastronomia em Tiradentes, Festivais de Inverno em várias cidades, Festival Internacional de Teatro de Palco e Rua, os carnavais de Ouro Preto e Diamantina, a Semana Santa em São João del-Rei, o jubileu de Bom Jesus de Matosinhos, em Congonhas e Conceição do Mato Dentro. Em Caeté se celebra a festa da padroeira do Estado, Nossa Senhora da Piedade, e, em Diamantina, a Festa do Divino.


A cidade do Serro produz o queijo mais famoso de Minas Gerais. O modo artesanal de se fazer o queijo do Serro foi o primeiro bem no país a ser registrado como "patrimônio imaterial".


A região Central é a principal área de concentração demográfica do Estado, em função do volume de investimentos e do efeito polarizador da Região Metropolitana de Belo Horizonte. Em relação aos grandes centros urbanos do país, apresenta localização privilegiada.

 

Enviar link