Destinos

Conselheiro Lafaiete

Folclore: a Quaresma dos Tempos Antigos

Na antiga Queluz, havia no tempo de Quaresma uma brincadeira que se chamava "Serração da Velha". A velha era a Quaresma que eles iam serrar, e isso devia ser feito exatamente no meio período. A velha fazia um testamento exatamente como o conhecido testamento de Judas, satirizando os costumes ou as pessoas da cidade. O préstito corria as ruas da cidade. Em cima de um estrado, havia um pipote onde diziam estar encerrada uma velha condenada ao suplício do serrote. Um homem com um serrote fingia estar serrando a pipote, enquanto o povo cantava.


Para terminar, as pessoas faziam uma imitação de enterro da velha e se reuniam em frente à casa onde hoje é o Fórum, fazendo os rituais próprios da brincadeira.


Serra, serra, serra velha
Puxa a serra, serrador
Que esta velha deu na neta
Por lhe ouvir falar de amor


Aí o serrador cantava com voz de falsete:


Que castigo ela merece?
Dizei-me senhores meus.


E o povo respondia:


Serra velha
Força no serrote
Serra velha
Dentro do pipote!


Fonte: Almanaque do Comércio 2010 - Conselheiro Lafaiete Sindcomércio

 

Enviar link