Destinos

Governador Valadares

O meteorito de Governador Valadares

Meteoritos são peças raras e preciosas que podem ser estudados exaustivamente em nossos laboratórios. Vale ressaltar que 'meteoro' é o nome dado ao evento da queda, ou seja, o corpo incandescente que corta o céu. A rocha associada a esse evento, quando encontrada após o impacto, é chamada 'meteorito'.


Alguns presentes do céu merecem especial atenção. São os meteoritos que vieram de Marte. Sabemos inequivocamente que são rochas marcianas em razão de certos elementos radiativos típicos, uma espécie de DNA de Marte. Entre os meteoritos marcianos, os nakhlitos estão entre os mais importantes. Acredita-se que foram originados a partir de lava cristalizada na superfície de Marte há aproximadamente 1,3 bilhão de anos. Os cientistas estimam que essas antigas peças rochosas teriam sido arremessadas para fora da atmosfera marciana devido ao choque de um meteorito há 11 milhões de anos.


Pela idade, eles seriam inestimáveis testemunhas da história do planeta. Revelam como era o planeta quando a peça foi ejetada numa colisão. Entre esses já descobertos na Terra, quase trinta reconhecidos como marcianos, um estava no Brasil. Localizado em 1958, próximo à cidade mineira de Governador Valadares, media 4 milímetros, é designado pelo nome dessa cidade e acabou sendo vendido a um comerciante norte-americano. Do exemplar, não existe nenhuma amostra no Brasil; a maior parte encontra-se em Roma, na Itália, e uma pequena amostra no Museu Britânico de História Natural.


Fontes:
Inventário da Oferta Turística – Sebrae


Rosemary Metzker

 

Enviar link