Destinos

Ouro Preto

Informações Básicas - Ouro Preto

População 
70.281 (IBGE 2010)


Área

1.245,864 km²


DDD

31

 
Emancipação do município

8 de julho de 1711

 
Feriados Municipais

08 de julho – Aniversário da cidade

 
Padroeira

Nossa Senhora do Pilar


Data de comemoração

15 de outubro

 


Adjetivo pátrio

Ouropretano

 


Distritos

Amarantina
Antonio Pereira
Cachoeira do Campo
Engenheiro Corrêa
Glaura
Lavras Novas (sub dist)
Miguel Burnier
Rodrigo Silva
Santa Rita de Ouro Preto
Santo Antônio do leite
Santo Antônio do Salto
São Bartolomeu

 


Municípios limítrofes

Belo Vale
Catas Altas da Noruega
Congonhas
Itabirito
Itaverava
Mariana
Moeda
Piranga
Ouro Branco

 


Mesorregião

Central

 
Microrregião

Ouro Preto

 
Temperatura

Média anual: 19ºC

Média máxima anual: 25.2ºC

Média mínima anual: 11.2ºC

 


Estação Seca

Junho a Agosto

 


Estação chuvosa

Novembro a Março


Relevo

Altitude Máxima: 1891 m

Altitude Mínima: 989 m

Ponto central: 900m

 


Topografia

Plano: 5%
Ondulado: 40%
Montanhoso: 55%


Hidrografia


Rios

Rios e ribeirões
Rio das Velhas (nascente)
Rio Piracicaba
Rio Gualaxo do Sul
Rio Mainart
Ribeirão Funil
Ribeirão Maracujá

 


Bacia

Rio São Francisco e rio Doce

 


Vegetação
A cobertura vegetal nativa da região são os campos e as capoeiras. É comum também no município a associação entre pastos e capoeiras, onde se desenvolve uma pecuária rudimentar.


As capoeiras são formações de porte arbóreo, cujas espécies apresentam-se em fase de desenvolvimento, na busca do restabelecimento das condições originais na área. Esse tipo de formação ocupa grandes partes na porção sul do território, onde está instalado o Parque Estadual do Itacolomi.


Espécies da vegetação local são quaresmeiras e matas de candeia


Fauna
A fauna, incluindo espécies ameaçadas, é encontrada principalmente no Parque Estadual do Itacolomi. São elas, ave pavó, lobo-guará, onça-parda, andorinhão-de-coleira, macaco, mico, tatu, paca, capivara, gato-mourisco, seriema, jacu, e muitos beija-flores.


Na Estação Ecológica do Tripuí é encontrado o Peripatus acacioi, que “pertence à Classe dos Onicóforos, que em latim quer dizer “portador de unhas”, em razão de possuírem um conjunto de pequenas garras articuladas na extremidade de seus lobópodos  (“pés-lobados”). O grupo dos Peripatus foi descoberto por Guilding em 1825/26, e hoje existem cerca de 70 espécies espalhadas pelas regiões tropicais e temperadas, todas ao sul do trópico de Câncer. O único exemplar fóssil encontrado data de 350 milhões de anos (anterior aos dinossauros), tendo grande importância por ser considerado um “elo perdido”, ancestral mais provável dos anelídeos (minhocas e sanguessugas – animais com corpo segmentado) e os artrópodos (insetos, aranhas, crustáceos – animais com esqueleto articulado).


O Peripatus acacioi é uma espécie que habita cavidades naturais do solo onde predomina grande umidade, com claridade muito fraca ou nula e uma temperatura constante inferior a 20ºC. São encontrados a uma profundidade de aproximadamente 30cm em locais úmidos, sob uma cobertura vegetal que propicia um sombreamento adequado.


O corpo do Peripatus acacioi é alongado com comprimento variando entre 20mm e 56mm. A coloração típica da espécie é púrpura-escuro nas costas, sendo a parte ventral mais clara, lilás-avermelhada. As características de grande importância evolutiva típicas do grupo são a presença de antenas, pequenas garras articuladas nas terminações dos lobópodos e aparelho mastigador, característico de alguns artrópodos; porém o corpo é formado por anéis, tipicamente anelídeos.


São animais que se alimentam de insetos e aranhas, com uma interessante estratégia alimentar e de defesa, que consiste na imobilização da presa através de um jato de muco, produzido por um par de glândulas adesivas e lançado por duas papilas orais localizadas ao redor da boca. A secreção endurece quase que imediatamente, envolvendo a presa em uma rede de filamentos adesivos. São animais que apresentam os dois sexos, macho e fêmea. A determinação do sexo pode ser feita através da contagem dos “pés lobados”, pois os machos possuem de24 a 26 pares, e as fêmeas de 26 a 28 pares de lobópodos.”(Folder Estação Ecológica Tripuí – IEF).


Principais atividades econômicas

Extração de topázio imperial e ouro
Empresas: Alcan, Samarco, Samitri, Ferteco, Cia. Paulista de Ferro Ligas,Vale
Comércio de artesanato e gemas
Turismo

 

Enviar link

© Henry Yu Ouro Preto - Peças de artesanato em pedra sabão - Henry Yu Peças de artesanato em pedra sabão
© Henry Yu Ouro Preto - Igreja de São Francisco de Paula - Henry Yu Igreja de São Francisco de Paula
© Henry Yu Ouro Preto - Serra do Itacolomi - Henry Yu Serra do Itacolomi
© Henry Yu Ouro Preto - Praticando Alpinismo (Escalada) - Henry Yu Praticando Alpinismo (Escalada)
© Henry Yu Ouro Preto - Pico do Itacolomi - Henry Yu Pico do Itacolomi
© Henry Yu Ouro Preto - Vista parcial de Ouro Preto - Henry Yu Vista parcial de Ouro Preto
© Alexandre C. Mota Ouro Preto - Pedras preciosas - Alexandre C. Mota Pedras preciosas
© Maria Lucia Dornas Ouro Preto - Ouro Preto - Maria Lucia Dornas Ouro Preto
© Maria Lucia Dornas Ouro Preto - Mina Capão do Lana - Topázio imperial - Maria Lucia Dornas Mina Capão do Lana - Topázio imperial
© Maria Lucia Dornas Ouro Preto - Mina Capão do Lana - Topázio imperial - Maria Lucia Dornas Mina Capão do Lana - Topázio imperial
© Maria Lucia Dornas Ouro Preto - Topázio imperial - Maria Lucia Dornas Topázio imperial
© Maria Lucia Dornas Ouro Preto - Amostra de minerais - Maria Lucia Dornas Amostra de minerais
© Maria Lucia Dornas Ouro Preto - Antiga estação do distrito de Rodrigo Silva - Maria Lucia Dornas Antiga estação do distrito de Rodrigo Silva
© Diego Gazola Ouro Preto - Trecho entre Antônio Pereira e Ouro Preto - Diego Gazola Trecho entre Antônio Pereira e Ouro Preto
© Fernando Priamo Ouro Preto - O Guardião - Fernando Priamo O Guardião
© Maria Lucia Dornas Ouro Preto - Estação ferroviária - Maria Lucia Dornas Estação ferroviária
© Maria Lucia Dornas Ouro Preto - Placa Informativo - Maria Lucia Dornas Placa Informativo