Destinos

Ouro Preto

O Ouro

“Considerado o mais precioso dos metais, o ouro é um símbolo de tudo o que é mais valioso ou daquilo que é mais difícil de alcançar. As medalhas de ouro são atribuídas aos vencedores, às épocas perfeitas chamamos de” anos dourados” e de objetos ou pessoas notáveis dizemos que “valem seu peso em ouro”. Na maior parte das culturas, o ouro está associado ao sol, que nos oferece a luz, ao fogo e à vida. O deus do sol Apolo, símbolo de tudo que é radiante e belo, conduzia pelos céus o seu carro de ouro. O poder do ouro para corromper dá-lhe um simbolismo tanto negativo como positivo, representando os pecados da idolatria e cobiça – como sucede na lenda do rei Midas”.  (O Livro Ilustrado dos Signos e Símbolos).


Desde a antiguidade esse metal amarelo desperta o interesse dos homens. A Bíblia o cita como símbolo de riqueza. “Abraão era muito rico em rebanhos, prata e ouro”. Gênesis, 13:2. No tempo dos Faraós, o ouro constava do tesouro dos monarcas egípcios.


Através dos tempos, o ouro persistiu como símbolo de riqueza e de poder. E se tornou um item utilizado como reserva de valor. Seu fascínio e símbolo de poder levaram os alquimistas na busca de transformar metais comuns em ouro, dando origem a muitas lendas.


Na Idade Média, se exploravam minas nas Áustria e Saxônia. Nas atividades comerciais com o Oriente, o ouro foi utilizado na troca pelas peças de seda e especiarias. Nos séculos 11 a 13 o ouro foi cunhado no mundo mulçumano, tornando-se instrumento do comércio geral. As moedas de ouro mulçumanas que circularam na Espanha, na época, eram formadas por diversos reinos  independentes. Em muitas ocasiões foram refundidas para serem transformadas em “moedas cristãs”. No final do século 13 era a vez de Florença, Gênova e Veneza passarem a cunhar suas próprias moedas de ouro. No século 14, a mesma atitude era tomada pela França e pela  Inglaterra.


No século 18, o mercantilismo se torna o pensamento econômico europeu. Era a busca de poder político e riqueza. Os melhores deveriam ser capazes de mobilizar exércitos e frotas numerosas. Era a busca pela supremacia econômica no continente. A prosperidade do reino era alimentada pelo tesouro real. A ânsia de poder e de unidade mantida pela doutrina mercantilista se exprime muitas vezes, com relação ao estrangeiro, de maneira agressiva. O mercantilismo utilizou e exasperou a xenofobia. Dentro dessa política econômica é que se desenvolve a política colonialista de Portugal e Espanha nas Américas. 


Símbolo químico: AU


Metal precioso de grande densidade, maleabilidade e durabilidade. Não combina diretamente com o oxigênio mesmo em temperaturas elevadas. Devido às suas características, não são confeccionadas jóias em ouro puro, mas sim com ligas de outros metais.


A liga mais utilizada é a de 18 quilates – 75% são ouro e 25% são de outros metais.


Ouro puro 1.000/1.000: significa que em cada 1.000 partes de metal existem 1.000 partes de ouro e corresponde a 24 quilates.

Enviar link