Destinos

Mar de Espanha

Sítio Arqueológcio

  • Mar de Espanha - Local das pinturas rupestres - Circ. Tur. Recanto dos Barões
  • Mar de Espanha - Pinturas rupestres - Circ. Tur. Recanto dos Barões
  • Mar de Espanha - Pintura rupestre - Circ. Tur. Recanto dos Barões
  • Mar de Espanha - Pinturas rupestres - Circ. Tur. Recanto dos Barões
  • Mar de Espanha - Pinturas rupestres - Circ. Tur. Recanto dos Barões
  • Mar de Espanha - Pinturas rupestres - Circ. Tur. Recanto dos Barões

"O sítio contém pinturas rupestres, aparentemente vinculadas à Tradição São Francisco. As pinturas encontram-se em um abrigo rochoso situado na parte superior de uma encosta íngreme. O abrigo, formado por rochas metamórficas, com variados graus de intrusão, tem aproximadamente 50 metros de extensão, dividido em dois trechos contíguos, e está voltado para o oeste.


O alcance da proteção rochosa que forma o teto varia de, aproximadamente, 3 metros a 8 metros. As pinturas estão em uma parede lisa, com 3 metros de altura por 8 metros de comprimento, no lado norte do abrigo.


O local está recoberto por lâminas rochosas, e é pouco provável a existência de sedimentos de interesse arqueológico em função da inclinação do terreno. A partir do sítio, pode-se ver boa parte da paisagem da região, formada pelo relevo ondulado, com predomínio das pastagens, que ocupam as áreas anteriormente cobertas pela mata atlântica. Não foi constatada a presença de água nas vizinhanças do sítio, mas é plausível que essa tenha existido, quando a cobertura da mata nativa era mais ampla. Nas imediações do sítio, remanescentes da mata atlântica cobrem os trechos mais íngremes do terreno.


Descrição das pinturas
As pinturas são na sua maioria da cor vermelha, havendo também algumas poucas em amarelo. Predominam os desenhos geométricos: círculos concêntricos, grades, sequências de arcos de círculos, linhas em zigue-zague. Duas figuras lembram bastante a representação de lagartos encontrada na serra de Santo Antônio, apesar de muito estilizada. Não foram identificados antropomorfos ou outros zoomorfos além dos "lagartos". Apesar de não haver sido feita uma contagem, pode-se dizer que as pinturas somam algumas dezenas de figuras distintas.


O eixo central de uma das pinturas mais peculiares sobrepõe-se a uma linha clara da rocha, ao longo de mais de um metro, utilizando a irregularidade da formação rochosa para a composição da figura.


"O estado de conservação das pinturas é bom, e não foram encontrados sinais de danos provocados por vandalismo. Parte das pinturas está semicoberta por um elemento esbranquiçado, de aspecto semelhante à calcita, trazido por águas originárias do interior da rocha e que escorreram pelo paredão das pinturas a partir de uma fratura horizontal na sua parte superior. Não foi possível verificar se esse processo ainda ocorre; na ocasião da visita (realizada em um período de estiagem), não havia vestígios de ocorrência recente" (Prefeitura de Mar de Espanha).

 

 

Enviar link