Destinos

Ouro Branco

Fazenda Carreiras

  • Ouro Branco - Fazenda Carreiras - Gui Figueredo
  • Ouro Branco - Fazenda Carreiras - Gui Figueredo

Segundo informações, a "Fazenda das Carreiras" era um local de criação, venda ou troca de cavalos, para aqueles que faziam a viagem do Rio de Janeiro a Vila Rica pela Estrada Real. Seu nome teria se originado de supostas corridas realizadas para comprovar a qualidade dos animais. Outro fato corrente seria o pernoite do alferes Tiradentes nessa fazenda, durante sua viagem de São João del-Rei a Vila Rica, em 1788. Daí vem o nome popularmente dado a Fazenda: "Casa Velha de Tiradentes". A documentação existente, entretanto, comprova que Joaquim José da Silva Xavier pernoitou na Estalagem da Varginha do Lourenço, próxima à Fazenda das Carreiras, às margens da Estrada Real.


A confusão parece ter nascido do relato de D. Pedro II, que cita Carreiras no seu diário de viagem: "Partida às seis horas. Carreiras... Varginha. Casa onde se reuniram os Inconfidentes. Vi a mesa e os bancos corridos de encosto, onde assentavam. São de maçaranduba e estão colocados na varanda. Perto do Arraial de Ouro Branco, às 10 horas, vieram me encontrar Gorceix e outros. Gorceix já está um verdadeiro mineiro, e fala corretamente o português" (Diário de Viagem de D. Pedro II, 30 de março de 1881, na sua segunda viagem à província de Minas Gerais).


Supomos, com base na documentação disponível e pela análise arquitetônica, que se trata de construção de meados do século 18.


No final da década de 1970, a Açominas adquiriu a Fazenda, implementando reformas para garantir a integridade da construção. A partir de 1989, sua arquitetura sofreu uma reforma mais ampla, visando a sua utilização como Museu do Aço. Após anos de abandono, a casa foi doada, ao final da década de 90, à Prefeitura de Ouro Branco.


Fonte: Prefeitura de Ouro Branco.

Enviar link