Destinos

Brumadinho

Inhotim

  • Brumadinho - Inmensa - Cildo Meireles - Maria Lucia Dornas
  • Brumadinho - Inhotim - Maria Lucia Dornas
  • Brumadinho - Inhotim - Maria Lucia Dornas
  • Brumadinho - Bronze blocked - Paul McCarthy - Maria Lucia Dornas
  • Brumadinho - Inhotim - Maria Lucia Dornas
  • Brumadinho - Inhotim - Maria Lucia Dornas
  • Brumadinho - Inhotim - Maria Lucia Dornas
  • Brumadinho - Inmensa - Cildo Meireles - Maria Lucia Dornas
  • Brumadinho - Glove Trotter - Cildo Meireles - Divanildo Marques
  • Brumadinho - Tuk-Tuks e outdoor - Rirkrit Tiravanija - Divanildo Marques
  • Brumadinho - 40 part motet - Janet Cardiff - Divanildo Marques
  • Brumadinho - Troca-troca - Jarbas Lopes - Divanildo Marques
  • Brumadinho - Gui Tuo Bei - Zhang Huan - Divanildo Marques
  • Brumadinho - Pavilhão Tunga - True rouge - Divanildo Marques
  • Brumadinho - Troca-troca - Jarbas Lopes - Divanildo Marques
  • Brumadinho - Paisagem de Inhotim - Júnio Antônio Caetano
  • Brumadinho - Inhotim - Júnio Antônio Caetano
  • Brumadinho - Inhotim - Júnio Antônio Caetano
  • Brumadinho - Inhotim - Júnio Antônio Caetano
  • Brumadinho - Inhotim - Júnio Antônio Caetano
  • Brumadinho - Troca-troca - Jarbas Lopes - Júnio Antônio Caetano
  • Brumadinho - Inhotim - Júnio Antônio Caetano
  • Brumadinho - Gui Tuo Bei - Zhang Huan - Júnio Antônio Caetano
  • Brumadinho - Sinos - Tunga - Júnio Antônio Caetano
  • Brumadinho - Bronze Blocked - Paul McCarthy - Júnio Antônio Caetano
  • Brumadinho - Inhotim - Júnio Antônio Caetano
  • Brumadinho - Inhotim - Júnio Antônio Caetano
  • Brumadinho - Inhotim - Júnio Antônio Caetano
  • Brumadinho - Inhotim - Júnio Antônio Caetano
  • Brumadinho - Rodoviária de Brumadinho - Júnio Antônio Caetano
  • Brumadinho - Det. da obra Abre a Porta - Júnio Antônio Caetano
  • Brumadinho - Rodoviária de Brumadinho - Júnio Antônio Caetano
  • Brumadinho - Inhotim - Júnio Antônio Caetano
  • Brumadinho - Inhotim - Júnio Antônio Caetano
  • Brumadinho - Inhotim - Brenda Lara
  • Brumadinho - Inhotim - Brenda Lara
  • Brumadinho - Inhotim - Brenda Lara
  • Brumadinho - Inhotim - Brenda Lara
  • Brumadinho - Inhotim - Brenda Lara
  • Brumadinho - Inhotim - Brenda Lara
  • Brumadinho - Det. da obra Rodoviaria de Brumadinho - Danielli Vargas
  • brumadinho - Det. da obra Abre a Porta - Danielli Vargas
  • Brumadinho - Natureza em Inhotim - Danielli Vargas
  • Brumadinho - Tranquilidade em Inhotim - Danielli Vargas
  • Brumadinho - Museu - Danielli Vargas
  • Brumadinho - Cisne - Danielli Vargas
  • Brumadinho - Museu - Danielli Vargas
  • Brumadinho - Monumento - Danielli Vargas
  • Brumadinho - Ônibus lotado - Danielli Vargas
  • Brumadinho - Orquídea - Danielli Vargas
  • Brumadinho - Vista Inhotim - Danielli Vargas

Inhotim é um lugar em contínua transformação, onde a arte convive em relação única com a natureza. Situado em Brumadinho, a 60 km de Belo Horizonte, Inhotim ocupa uma área de 97 ha de jardins botânicos com uma extensa coleção de espécies tropicais raras e um acervo artístico de relevância internacional.


Inaugurado em outubro de 2006, Inhotim é uma instituição comprometida com o desenvolvimento da comunidade onde está inserida. Sua coleção botânica e acervo de arte contemporânea são utilizados sistematicamente para projetos educativos e para a formação de profissionais de áreas ligadas à arte e ao meio ambiente. Inhotim também participa ativamente da formulação de políticas para a melhoria da qualidade de vida na região, seja em parceria com o poder público ou com atuação independente.


Arte Contemporânea
O acervo de arte do Inhotim vem sendo formado desde meados de 1980, com foco na arte produzida internacionalmente dos anos 1960 até os nossos dias. Obras de renomados artistas brasileiros e internacionais são exibidas em galerias espalhadas pelo Jardim Botânico.


Os espaços expositivos são divididos entre onze galerias dedicadas a obras permanentes, outras quatro para obras temporárias e diversas obras de arte espalhadas pelos jardins. Bienalmente uma nova mostra temporária é apresentada, com o intuito de divulgar as novas aquisições e criar reinterpretações da coleção, e novos projetos individuais de artistas são inaugurados, fazendo de Inhotim um lugar em constante evolução.


Segundo o diretor artístico do Instituto Inhotim e um dos curadores da instituição, Jochen Volz, "a ideia de destino é a própria síntese desse lugar. Afinal, o Inhotim não é uma instituição na qual se passa. Inhotim é sempre um destino".


As galerias permanentes foram desenvolvidas especificamente para receber obras de Tunga, Cildo Meireles, Adriana Varejão, Doris Salcedo, Victor Grippo, Matthew Barney, Rivane Neuenschwander, Valeska Soares, Janet Cardiff & George Miller e Doug Aitcken. As galerias temporárias - Lago, Fonte, Praça e Mata - têm cerca de 1 mil m² cada uma e contam todas elas com o mesmo tipo de arquitetura, com grande vãos que permitem aproveitamento versátil dos espaços para apresentação de obras de vídeo, instalação, pintura, escultura, etc.


Atualmente o Inhotim é o maior centro de arte contemporânea a céu aberto do mundo.


Jardim Botânico

A área total do Jardim Botânico Inhotim, em constante crescimento, está distribuída em seus dois principais acervos: Reserva Natural, com 300 hectares de mata nativa conservada, e área de visitação, com 97 hectares de jardins de coleções botânicas e cinco lagos ornamentais que somam 3,5 hectares de área. Mas os jardins de Inhotim não são somente um local de contemplação estética. É neste contexto de rara beleza que Inhotim realiza estudos florísticos, catalogação de novas espécies botânicas, conservação ex situ e uso paisagístico de espécies como forma de sensibilização popular pela preservação da biodiversidade.


Atualmente são cultivadas, no jardim botânico Inhotim, mais de 4.000 espécies de plantas. O acervo botânico é bem representado por grupos com valor paisagístico, sendo uma das maiores coleções brasileiras de palmeiras, com mais de 1.300 espécies crescendo nos viveiros e jardins. Também expressiva é a coleção de Araceae, família que inclui de imbés a antúrios e copos-de-leite, com cerca de 450 espécies, a maior coleção viva desta família no hemisfério sul. As orquídeas estão representadas por 334 espécies. Ao todo, são mais de 165 famílias botânicas, 851 gêneros e aproximadamente 3.000 espécies de plantas vasculares. Tamanha diversidade de espécies vegetais faz do Inhotim um espaço único, tornando-o um excelente ambiente para a difusão de valores ambientais.



Ações Educativas

Através da ação educativa existente no museu, cerca de 1500 alunos das redes particulares e públicas de ensino de Brumadinho e da Grande Belo Horizonte visitam Inhotim toda semana. Os programas educativos promovem uma série de ações para aproximar a sociedade dos valores da arte, do meio ambiente, da cidadania e da diversidade cultural, atuando em duas frentes - Arte Educação e Educação Ambiental.


O Inhotim também oferece ao visitante um programa de visita em horários e locais preestabelecidos.

- A visita temática de arte proporciona um encontro entre o educador e o visitante para discussão sobre artistas e obras de arte do acervo. A visita propõe um recorte conceitual das obras em exposição, e pode ter como pontos de partida uma galeria, um artista, ou um roteiro específico dentro do parque. Com duração média de 1h, acontece aos sábados, domingos e feriados, às 15h.


- A visita temática ambiental permite o visitante transitar pelos jardins, conhecer parte da coleção botânica disposta paisagisticamente, além de apreciar os lagos ornamentais, as aves aquáticas e outros elementos que compõem esse espaço. Com duração de 1h30, acontece aos sábado e domingo, às 10h30 (saída da Recepção) e às 14h30 (saída do Tamboril).


- A visita panorâmica proporciona uma visão geral sobre a dinâmica do museu. Ao percorrer uma área do parque, a visita dá ênfase ao projeto paisagístico e às obras dispostas nos jardins do Inhotim. Com duração média de 1h30, a visita panorâmica acontece de quarta a domingo e feriados, às 11 e às 14 horas. O ponto de partida é a recepção de Inhotim.


Visitas especiais mediadas também são oferecidas, com agendamento prévio, para grupos de até 25 pessoas. Com duração de 2h30, os participantes são conduzidos por educadores que exploram as possibilidades de conversa e reflexão a partir de um dos acervos do Inhotim: arte contemporânea ou botânica e meio ambiente.


Ações sociais

Inhotim acredita que seu papel na comunidade extrapola a esfera de agente cultural e que é necessário criar e potencializar estratégias de desenvolvimento local, preservação do patrimônio e do meio ambiente, geração de renda, turismo, educação, esporte, saúde e infra-estrutura de Brumadinho.


Por meio da Diretoria de Cidadania, Inclusão e Ação Social, a instituição participa ativamente da formulação de projetos para a melhoria da qualidade de vida na região. Um exemplo disso é o projeto ‘Brumadinho: uma cidade musical', desenvolvido pelo Instituto em parceria com mais de 30 representantes culturais, bandas, grupos musicais, músicos independentes, associações e estabelecimentos culturais de Brumadinho. O programa promove a potencialização das ações que envolvem a música e as manifestações culturais da cidade através do Coral Inhotim Encanto e a Iniciação Musical desenvolvidos com as quatro bandas existentes no município.


Gastronomia
Em Inhotim, os visitantes contam com várias opções de alimentação, que vão de lanches rápidos a pratos mais elaborados.


O Restaurante Inhotim possui um ambiente agradável e integrado aos jardins e ao acervo de arte contemporânea da instituição. O cardápio é formado por um excelente e variado bufê de saladas, pratos à lá carte, extensa carta de vinhos, além de uma mesa de sobremesas com doces diversos.


Idealizado pelo designer Paulo Henrique Bicalho, o Ganso, o bar do Inhotim é um espaço agradável para tomar um drink com os amigos e apreciar a deliciosa culinária internacional. No cardápio, pratos à lá carte, drinks, petiscos e lanches mais leves. O Bar é uma verdadeira galeria de arte com peças assinadas por renomados designers brasileiros, iluminação especial e ambientação que remete aos anos 50 e 70.


Localizada no Centro de Educação e Cultura Burle Marx, a cafeteria é o ambiente ideal para saborear um delicioso café, especialidades da casa. O Café do Teatro também possui diversas opções de bebidas quentes e geladas, sanduíches, salgados e doces.


O público do Inhotim pode ainda conferir outros espaços gastronômicos como a Omeleteria, Cachorro quente e também lanchonetes.


Obras inauguradas em 2011
Conheça as novas obras de arte que desde outubro de 2011 fazem parte da exposição permanente e temporária do Inhotim. São obras a céu aberto em caráter permanente e novas exposições temporárias nas galerias Fonte e Lago.


Os novos trabalhos permanentes e ao ar livre são dedicados aos artistas Chris Burden, Marepe, Guiseppe Pennone e Marilá Dardot. As novas obras temporárias são dos artistas Eugenio Dittborn, Lothar Baumgarten, Isa Genzken, Susan Hiller, Thomas Hirschhorn e Cinthia Marcelle.

Neste ano, para dar movimento às galerias Fonte e Lago, além de dar lugar a novos trabalhos, Inhotim reconfigurou alguns de seus espaços expositivos para instalar obras que ainda não foram expostas no Instituto, ou que foram adquiridas recentemente, criando uma rotatividade e uma dinâmica da coleção.


Exposição permanente

Beehive Bunker – Chris Burden

A obra Beehive Bunker, do artista plástico Chris Burden, passa a fazer parte da exposição permanente, interagindo com as obras Samson e Beam Drop, já existentes no Inhotim.

Elevazione - Giuseppe Penone

O trabalho é formado por uma peça de bronze similar ao tronco de uma árvore, aparentemente sustentada por quatro verdadeiras árvores. Elevazione está montada numa nova área de visitação do Inhotim, entre a Galeria Cosmococa e a obra Beam Drop.

A Origem da Obra de Arte - Marilá Dardot

A Origem da Obra de Arte (2002) é formada por 1.500 vasos de cerâmica no formato das letras do alfabeto, sementes de plantas e material de jardinagem. O trabalho permite ao visitante o plantio desses vasos e a construção de palavras e frases num enorme campo gramado.

A Bica – Marepe

Numa singular referência à calha de uma casa, por onde se escorre a água da chuva, o trabalho de Marepe utiliza uma estrutura de metal para simular um percurso improvável e nada funcional de uma coleta de água.



Informações Gerais 
Horário de visitação
Terça a sexta-feira, das 9h às 16h30
Sábados, domingos e feriados, das 9h às 17h


Transporte Saritur

Saída da Rodoviária de Belo Horizonte às 9h (plataforma F2) e retorno às 16h, aos sábados, domingos e feriados.


Localização

Inhotim está localizado no município de Brumadinho, a 60 km de Belo Horizonte (aproximadamente 1h15 de viagem). Acesso pelo km 500 da BR-381 - sentido BH/SP.

Pode-se chegar ao Inhotim também pela BR-040 (aproximadamente 1h30 de viagem). Acesso pela BR-040 - sentido BH/Rio, na altura da entrada para o Retiro do Chalé.


Loja

A loja do Inhotim, localizada na entrada do museu, oferece itens de decoração, utilitários, livros, brinquedos e produtos da culinária típica regional. A renda obtida com a comercialização é revertida para programas da Ação Social da instituição.


Entrada

Clique aqui para consultar os preços


Dicas

Programe-se para ficar, pelo menos, um dia inteiro no Inhotim. Dois dias são indicados.
Use calçados fechados e confortáveis (tênis, de preferência), roupas leves e protetor solar.
Não se esqueça dos óculos escuros, agasalho, chapéu ou boné e câmera fotográfica.

Enviar link