Destinos

Tiradentes

Capela ou Santuário da Santíssima Trindade

Histórico
Duzentos e vinte e seis anos de fé à Santíssima Trindade marcam a história desse Santuário. O piedoso ermitão, Antônio Fraga, após recolher esmolas pela região das minas, deu início à construção de uma pequenina capela em homenagem à Santíssima Trindade.


Com o passar do templo, outros ermitões foram se sucedendo ao zelar pelo templo. Em 1810, o tenente João Antônio de Campos, que administrava a capela, decidiu construir uma nova  para abrigar um maior número de fiéis. As “plantas e riscos” foram elaborados por Manuel Victor de Jesus.


Até 1853, não estava vinculada a nenhuma irmandade ou confraria. A partir dessa data, passou a ser administrada pela Confraria da Santíssima Trindade. As reformas, executadas em  1923, descaracterizaram a construção.


Nos anos 60, recebeu o título de Santuário por ser um local de peregrinação, atraindo fiéis de várias regiões que transformaram o Jubileu da Santíssima Trindade em uma das grandes festas religiosas de Minas Gerais. Sua data é móvel, acontecendo entre os meses de maio e junho.


Arquitetura e Decoração
A construção é semelhante a todas as capelas de Tiradentes, com as sineiras incluídas ao corpo da capela. Na fachada, há uma pequena tarja com a representação do Espírito Santo.


O interior é extremamente simples, mas possui uma imagem que é uma raridade – o Pai Eterno,  com a figura do Espírito Santo no peito e sem a figura do Filho. É um homem de meia idade com olhar expressivo, trazendo, na cabeça, a tiara papal. As barbas são longas e  está vestido com um manto dourado. Os braços estão estendidos com as mãos abertas, como em atitude de benção, e de onde saem fitas que são beijadas pelos fiéis.


Ao lado do Santuário, tem-se um chafariz, um salão de romeiros, a sala dos milagres, sanitários e lojas de souvenirs religiosos.


Os ex-votos, tão populares nos santuários brasileiros, estão expostos na sala dos milagres. Eis aqui a transcrição de um deles: “declaração – A infra assignada no período de dois annos, soffreu uma ferida que lhe causava fortes e amiudadas dores e tendo implorado da Trindade Beatíssima graça e meio eficaz para ver-se curada foi attendida e hoje sente-se mui feliz. Faz esta para argumentar a fé da pobre e sofredora humanidade.Tiradentes em 15 de novembro de 1916. A favorecida Bejanira Andrade Gomes.”


A Capela da Santíssima Trindade é tombada pelo IPHAN
Registrada no livro de Belas Artes
Inscrição: 476   Data: 27 de janeiro de 1964.

Enviar link