Destinos

Congonhas

Apresentação

  • Congonhas - Jardim dos Passos - Sérgio Freitas
  • Congonhas - Interior da Basílica do Senhor Bom Jesus Matozinhos - Sérgio Freitas
  • Congonhas - Romaria - Sérgio Freitas
  • Congonhas - Igreja de São José - Sérgio Freitas
  • Congonhas - Igreja de N.S do Rosário - Sérgio Freitas
  • Congonhas - Basílica do Senhor Bom Jesus Matosinhos - Sérgio Freitas
  • Congonhas - "Passo "" Jesus carregando a cruz """ - Sérgio Freitas
  • Congonhas - Jardim dos Passos - Sérgio Freitas
  • Congonhas - Vista Parcila da Cidade - Sérgio Freitas
  • Congonhas - Jardim dos Passos - Sérgio Freitas
  • Congonhas - Jardim dos Passos - Sérgio Freitas
  • Congonhas - Vista Parcial da cidade - Sérgio Freitas
  • Congonhas - Basílica do Senhor Bom Jesus de Matozinhos - Sérgio Freitas
  • Congonhas - Basílica do Senhor Bom Jesus de Matozinhos - Sérgio Freitas
  • Congonhas - Jardim dos Passos - Sérgio Freitas
  • Congonhas - Profeta de Oseias - Sérgio Freitas
  • Congonhas - Profeta Habacuc - Sérgio Freitas
  • Congonhas - Profeta Isaias - Sérgio Freitas
  • Congonhas - vista parcial da cidade - Sérgio Freitas
  • Congonhas - Profeta Baruc - Sérgio Freitas
  • Congonhas - Profeta Naum - Sérgio Freitas
  • Congonhas - Profeta Ezequiel - Sérgio Freitas
  • Congonhas - Profeta Abdias - Sérgio Freitas
  • Congonhas - Profeta Jonas - Sérgio Freitas
  • Congonhas - Profeta Joel - Sérgio Freitas
  • Congonhas - Profeta Daniel - Sérgio Freitas
  • Congonhas - Profeta Amós - Sérgio Freitas
  • Congonhas - Profeta de Jeremias - Sérgio Freitas
  • Congonhas - "Passo "" Jesus preso no Jardim das Oliveiras """ - Sérgio Freitas
  • Congonhas - Pôr do sol com profetas de Aleijadinho - Alexandre C. Mota
  • Congonhas - Pôr do sol com profetas de Aleijadinho - Alexandre C. Mota
  • Congonhas - Pôr do sol com profetas de Aleijadinho - Alexandre C. Mota
  • Congonhas - Profeta de Aleijadinho - Alexandre C. Mota
  • Congonhas - Abdias - Maria Lucia Dornas
  • Congonhas - Anjo da amargura - Maria Lucia Dornas
  • Congonhas - Anjo da amargura - Maria Lucia Dornas
  • Congonhas - Apóstolos - Cap. da Santa Ceia - Maria Lucia Dornas
  • Congonhas - Apóstolos - Última Ceia - Maria Lucia Dornas
  • Congonhas - Det. Capela da Santa Ceia - Maria Lucia Dornas
  • Congonhas - Capela da Santa Ceia - Cristo e João - Maria Lucia Dornas
  • Congonhas - Capela da Coroação de Espinhos - Maria Lucia Dornas
  • Congonhas - Cristo com coroa de espinhos - Maria Lucia Dornas
  • Congonhas - Cristo com Cruz às costas - Maria Lucia Dornas
  • Congonhas - Cristo com cruz às costas - Maria Lucia Dornas
  • Congonhas - Cristo com cruz às costas - Maria Lucia Dornas
  • Congonhas - Capela do Horto - Maria Lucia Dornas
  • Congonhas - Capela da Crucificação - Maria Lucia Dornas
  • Congonhas - Capela da Crucificação - Maria Lucia Dornas
  • Congonhas - Detalhe da mão do Cristo - Capela Cruz às costas - Maria Lucia Dornas
  • Congonhas - Ezequiel - Maria Lucia Dornas
  • Congonhas - Ezequiel e Habacuc - Maria Lucia Dornas
  • Congonhas - Cristo da flagelação - Maria Lucia Dornas
  • Congonhas - Isaias - Maria Lucia Dornas
  • Congonhas - Isaias - Maria Lucia Dornas
  • Congonhas - João - Maria Lucia Dornas
  • Congonhas - Jeremias - Maria Lucia Dornas
  • Congonhas - Jeremias - Maria Lucia Dornas
  • Congonhas - Judas - Capela da Prisão - Maria Lucia Dornas
  • Congonhas - Jonas - Maria Lucia Dornas
  • Congonhas - Leão - Det. do profeta Daniel - Maria Lucia Dornas
  • Congonhas - Mau ladrão - Capela da Crucificação - Maria Lucia Dornas
  • Congonhas - Mulher de Jerusalém com criança - Maria Lucia Dornas
  • Congonhas - Oseias - Maria Lucia Dornas
  • Congonhas - Pedro - Capela da prisão - Maria Lucia Dornas
  • Congonhas - Pedro - Capela da Prisão - Maria Lucia Dornas
  • Congonhas - Pedro - Capela do Horto - Maria Lucia Dornas
  • Congonhas - Cristo - Capela da Prisão - Maria Lucia Dornas
  • Congonhas - Capela da Santa Ceia - Maria Lucia Dornas
  • Congonhas - Servo - Capela da Santa Ceia - Maria Lucia Dornas
  • Congonhas - Servo - Capela da Santa Ceia - Maria Lucia Dornas
  • Congonhas - Soldado - Capela da crucificação - Maria Lucia Dornas
  • Congonhas - Soldado - Capela da crucificação - Maria Lucia Dornas
  • Congonhas - Soldado - Capela da prisão - Maria Lucia Dornas
  • Congonhas - Tiago - Capela do Horto - Maria Lucia Dornas
  • Congonhas - Santuário Bom Jesus de Matozinhos - Maurício Cardim
  • Congonhas - Basílica Bom Jesus de Matosinhos - Danielli Vargas
  • Congonhas - Profeta Jonas - Danielli Vargas
  • Congonhas - Igreja São José - Danielli Vargas
  • Congonhas - Basílica Bom Jesus de Matosinhos - Danielli Vargas
  • Congonhas - Altar Mor da Basílica - Sérgio Freitas
  • Congonhas - Calvário - Sérgio Freitas
  • Congonhas - Vista - Congonhas - Sérgio Freitas
  • Congonhas - Passo da Crucificação - Sérgio Freitas
  • Congonhas - Passo da flagelação - Sérgio Freitas
  • Congonhas - Passo da flagelação - Sérgio Freitas
  • Congonhas - Passo da prisão - Sérgio Freitas
  • Congonhas - Passo da subida ao calvário - Sérgio Freitas
  • Congonhas - Passo horto das oliveiras - Sérgio Freitas
  • Congonhas - Profeta - Sérgio Freitas
  • Congonhas - Congonhas - Divanildo Marques
  • Congonhas - Congonhas - Divanildo Marques

“No anfiteatro das montanhas
 Os profetas do Aleijadinho
 Momentalizam a paisagem

 ...

Bíblia de pedra sabão
Banhada no ouro das Minas”

                                      Oswald de Andrade

 
Às margens do rio Maranhão, como em centenas de rios e riachos da capitania das Minas, no século 18, pessoas das mais diversas partes, principalmente portugueses, mineravam na esperança do enriquecimento rápido. O local tornou-se freguesia em 1734 com o nome de Nossa Senhora da Conceição de Congonhas.


Mas, o destino da freguesia estaria  entrelaçado à história do português Feliciano Mendes, que influenciaria para sempre a  vida do local.


Feliciano Mendes, nascido próximo à cidade de Guimarães, arcebispado de Braga, era um dos mineradores à margem do rio Maranhão, na metade do século 18. Acometido de uma enfermidade, provavelmente adquirida pelo esforço do trabalho na mineração, e da qual não se sabe o tipo, fez com que Feliciano pedisse, com todo fervor, ao Senhor Bom Jesus de Matosinhos pela sua cura e  prometesse construir uma igreja em sua homenagem.


Tendo alcançado a graça da cura, Feliciano Mendes deu início à construção do templo em 1757. Começava, então, a ser edificado o maior santuário das Minas Gerais e  que causou a grande transformação na vida do local, pois se tornou um centro de devoção popular que atrai, até hoje, centenas e centenas de fiéis. Todos os anos acontece o jubileu do Bom Jesus de Matosinhos,  de 7 a 14 de setembro, expondo a forte fé dos mineiros no Senhor de Matosinhos.


A fama do Santuário do Bom Jesus de Matosinhos não se deve apenas à questão religiosa, mas, também, por guardar um dos maiores patrimônios artísticos do Brasil, as esplêndidas obras executadas pelo mestre Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho, que completam o caráter sacro do Santuário. São 12 profetas em pedra-sabão, no adro da Basílica , e 66 figuras em cedro nos Passos da Paixão .


Além do Santuário, a cidade ainda conta com a Matriz de Nossa Senhora da Conceição, cuja portada, segundo o historiador Germain Bazin, é com toda certeza obra do mestre Antônio Francisco Lisboa. Seria seu  primeiro trabalho de portada.


Em 1746, foi criado o distrito pertencente, então, à Comarca de Vila Rica. Em 1923, o distrito era transferido para o município de Queluz (Conselheiro Lafaiete). Com o nome de Congonhas do Campo, o município foi criado no dia 17 de dezembro de 1938. Dez anos depois, as palavras “do campo” foram suprimidas, ficando apenas Congonhas. Apesar de tantos anos denominada apenas Congonhas, até hoje, muitas pessoas continuam referindo-se a ela como Congonhas do Campo.


A atividade mineradora é a responsável pela economia local, devido às ricas jazidas de minério de ferro. A instalação da Usina Patriótica, em 1812, organizada pelo engenheiro alemão, Barão de Eschwege, contratado pela Coroa Portuguesa,  transformou o local em um dos pioneiros da siderurgia no País.


Na década de 40, a Companhia Siderúrgica Nacional adquiriu a mina “Casa de Pedra', que até hoje é responsável  pelo suprimento integral de minério de ferro para a CSN, produzindo granulados, sinter feed e pellet feed de elevado teor de ferro e ótimas propriedades físicas” (CSN). Outras importantes companhias mineradoras  também se encontram instaladas no município.


O nome Congonhas deriva de uma planta chamada CONGONHA que vem da palavra tupi “Kô gôi ”que significa “o que sustenta” ou  “o que alimenta”. A planta era muito utilizada para fazer um chá que, segundo a população, é benéfico para vários tipos de males.


Em 1985, um importantíssimo fato aconteceu para a cidade, a Unesco conferiu o título de Patrimônio Cultural da Humanidade ao complexo do Santuário do Bom Jesus de Matosinhos. Foi um importante  e merecido reconhecimento a esse  admirável patrimônio artístico  mineiro, que atrai inúmeros visitantes, buscando conhecer melhor a obra do nosso grande mestre Antônio Francisco Lisboa.

 

Enviar link

Região Turística
Central
  • Este destino pertence ao(s) circuito(s):
  • Ouro
  • Prefeitura
  • praça Presidente Kubitschek, 135
    CEP 36415-000
    31  3731-1300


    Site Oficial


    Prefeitura
    José de Freitas Cordeiro
    Vice-prefeitura
    Arnaldo da Silva Osório

  • Cidades próximas:
  • Belo Horizonte
  • Belo Vale
  • Conselheiro Lafaiete
  • Desterro do Melo
  • Lagoa Dourada
  • Ouro Branco
  • Piedade dos Gerais