Destinos

Piedade dos Gerais

Apresentação

  • Piedade dos Gerais - Igreja Matriz - Simone Kelly Cordeiro Amorim
  • Piedade dos Gerais - Aparição de Nossa Senhora - Simone Kelly Cordeiro Amorim
  • Piedade dos Gerais - Aparição de Nossa Senhora - Simone Kelly Cordeiro Amorim
  • Piedade dos Gerais - Artesanato local - Simone Kelly Cordeiro Amorim
  • Piedade dos Gerais - Bouganville - Simone Kelly Cordeiro Amorim
  • Piedade dos Gerais - Cachoeira do Encontro - Simone Kelly Cordeiro Amorim
  • Piedade dos Gerais - Cachoeira do Encontro - Simone Kelly Cordeiro Amorim
  • Piedade dos Gerais - Cachoeira do Encontro - Simone Kelly Cordeiro Amorim
  • Piedade dos Gerais - Cachoeira do Encontro - Simone Kelly Cordeiro Amorim
  • Piedade dos Gerais - Cachoeira do Encontro - Simone Kelly Cordeiro Amorim
  • Piedade dos Gerais - Cachoeira do Vento - Simone Kelly Cordeiro Amorim
  • Piedade dos Gerais - Cachoeira do Vento - Simone Kelly Cordeiro Amorim
  • Piedade dos Gerais - Cachoeira do Vento - Simone Kelly Cordeiro Amorim
  • Piedade dos Gerais - Cachoeira do Vento - Simone Kelly Cordeiro Amorim
  • Piedade dos Gerais - Conjunto habitacional Walter de Ávila e Silva - Simone Kelly Cordeiro Amorim
  • Piedade dos Gerais - Espatódea - Simone Kelly Cordeiro Amorim
  • Piedade dos Gerais - Ipê amarelo - Simone Kelly Cordeiro Amorim
  • Piedade dos Gerais - Maritaca - Simone Kelly Cordeiro Amorim
  • Piedade dos Gerais - Igreja Matriz - Simone Kelly Cordeiro Amorim
  • Piedade dos Gerais - Nossa Senhora da Piedade - Simone Kelly Cordeiro Amorim
  • Piedade dos Gerais - Micos - Simone Kelly Cordeiro Amorim
  • Piedade dos Gerais - Pássaro - Simone Kelly Cordeiro Amorim
  • Piedade dos Gerais - Praça do Campo - Simone Kelly Cordeiro Amorim
  • Piedade dos Gerais - Praça Terezinha Angélica Cordeiro - Simone Kelly Cordeiro Amorim
  • Piedade dos Gerais - Praça do Conj. Hab. Walter de Ávila e Silva - Simone Kelly Cordeiro Amorim
  • Piedade dos Gerais - Por-do-sol em Piedade dos Gerais - Simone Kelly Cordeiro Amorim
  • Piedade dos Gerais - Por-do-sol em Piedade dos Gerais - Simone Kelly Cordeiro Amorim
  • Piedade dos Gerais - Santuário da Sagrada Família - Simone Kelly Cordeiro Amorim
  • Piedade dos Gerais - Tucano - Simone Kelly Cordeiro Amorim
  • Piedade dos Gerais - Piedade dos Gerais - Vista parcial - Simone Kelly Cordeiro Amorim
  • Piedade dos Gerais - Vista Parcial - Simone Kelly Cordeiro Amorim
  • Piedade dos Gerais - Beija-flor - Simone Kelly Cordeiro Amorim

Piedade dos Gerais surgiu de uma devoção e até hoje sua vida está ligada às questões da fé. Centenas de devotos visitam o Vale de Imaculada onde acontecem aparições de Nossa Senhora (leia ao lado a história das aparições de Nossa Senhora em Piedade dos Gerais e do Vale da Imaculada). O auge das visitas acontece no princípio da segunda quinzena de setembro, quando se comemora o aniversário da primeira aparição.


Foi com o português Francisco Sobreira, acompanhado de outros aventureiros escravos, que teve início o povoamento em terrenos ao longo do rio Paraopeba. Esse primeiro núcleo deu origem a “Santana do Paraopeba”, hoje distrito de Belo Vale. Católico fervoroso, Francisco Sobreira construiu capelas na região e para enaltecê-las mandou buscar em Portugal três imagens – duas de Santana e uma do Senhor do Bonfim. Logo surgiram povoados ao redor dessas capelas, que receberam denominações dos santos de sua devoção.


Nossa Senhora da Piedade dos Campos Gerais foi um desses povoados e até 1840 pertenceu à Paróquia de Bonfim. Grandes proprietários de terra e escravos no período imperial foram Vicente José Ferreira Júnior, João Ferreira de Souza, capitão Matheus de Souza Ameno, Joana Penido, padre Francisco, Luiza do Carrapicho e as famílias Parreiras dos Borges e Inácio de Menezes. Existem também registros de nomes de escravos: Chica do Cazeca, Júlio do Cascalho, Jacinto José, Luiza da Vargem, Chica Mateira, Américo do Cascalho, Joaquim Penacho e Chico Borges.


Em 1923, o nome foi alterado para Piedade dos Gerais após a realização de um plebiscito. Pela Lei nº 2.764, de 30 de dezembro de 1962, o distrito foi elevado a município.


Piedade dos Gerais foi um típico distrito mineiro dos séculos 19 e 20 que vivenciou fortes tradições religiosas, rígidas normas sociais e os típicos descômodos das pequenas localidades. – falta de água encanada, iluminação a querosene, inexistência de banheiros, a lenha para ser utilizada no fogão era buscada no mato e caminhos cheios de poeira. A luz elétrica chegou a Piedade das Gerais com a usina da Cachoeira do Julião em Bonfim.


Os principais templos religiosos eram as capelas dos Passos e a do Rosário. A visita de um bispo era motivo de festa com muitos fogos de artifícios, procissões e venda de muitas quitandas. Josefina do Salvador, Maria do Zeca Cândido, Lica do Zé Bernardo, Arminda do Sr. Prudente, Maria do Zé Mateus e Maria do Otávio Batista foram quitandeiras de mãos cheia que sempre serão lembradas pelas delícias que preparavam.


Piedade dos Gerais gosta de um bom jogo de futebol; na década de 30 do século 20, já tinha um time – o União Esporte Clube Piedense, organizado por Pedro Ferreira Gomes e José Benjamin Marra. Hoje o município possui os times Associação Atlética Piedense, Medeirinhos Esporte Clube, Associação Esportiva da Lagoa, Pássaro Verde Esporte Clube e Santa Cruz Futebol Clube.


O Calendário de Eventos do município tem como destaques, Feira Nacional de Artesanato,  Festival Noca de Folia de Reis, CarnaForró, aniversário da cidade, Arraiá da Escola, Festa do Cavalo, Festa do Produtor Rural e do Peão Boiadeiro.



 

Enviar link

Região Turística
Central
  • Prefeitura
  • rua Presidente Vargas, 42 B - Centro
    CEP 35526-000 
    31 3578-1129 
    31 3578-1242


    Prefeito
    Afonso Teixeira dos Santos
    Vice-prefeito
    William Parreira Duarte 

     

  • Cidades próximas:
  • Belo Horizonte
  • Belo Vale
  • Bonfim
  • Congonhas
  • Ouro Branco
  • São Brás do Suaçuí