Destinos

Serro

Apresentação

  • Serro - Queijo Serro - Divanildo Marques
  • Serro - Capitão da guarda de caboclo - Henry Yu
  • Serro - Cachoeira do Moinho - Milho Verde - Serro - Henry Yu
  • Serro - Vista parcial da cidade - Henry Yu
  • Serro - Serro - Henry Yu
  • Serro - Igreja N. S. do Carmo - Sérgio Freitas
  • Serro - Igreja de N.S do Rosário - Sérgio Freitas
  • Serro - Serro - Casario - Sérgio Freitas
  • Serro - Capela N.S do Rosário - Sérgio Freitas
  • Serro - Igreja de Santa Rita - Sérgio Freitas
  • Serro - Distrito de São Gonçalo do Rio das Pedras - Sérgio Freitas
  • Serro - Igreja de N.S do Carmo - Sérgio Freitas
  • Serro - Vista Parcial - Sérgio Freitas
  • Serro - Chafariz e lavadeira - André Fossati
  • Serro - Igreja de Nossa Senhora do Carmo - Luiz Henrique
  • Serro - Ig. N.Senhora do Carmo - Luiz Henrique
  • Serro - Igreja de Santa Rita - Luiz Henrique
  • Serro - Ig. De Santa Rita - Luiz Henrique
  • Serro - Calçamento pé de moleque - Divanildo Marques
  • Serro - Igreja N.S. do Carmo - Divanildo Marques
  • Serro - Casa de João Pinheiro - Divanildo Marques
  • Serro - Placa - Casa de João Pinheiro - Divanildo Marques
  • Serro - Casarão colonial - Divanildo Marques
  • Serro - Casarão colonial - Divanildo Marques
  • Serro - Casarões coloniais - Divanildo Marques
  • Serro - Matriz de N. Senhora da Conceição - Divanildo Marques
  • Serro - Igreja de Santa Rita - Divanildo Marques
  • Serro - Janela colonial - Divanildo Marques
  • Serro - Janela colonial - Divanildo Marques
  • Serro - Museu Regional Casa dos Ottoni - Divanildo Marques
  • Serro - Igreja de Bom Jesus de Matosinhos - Divanildo Marques
  • Serro - Serro - Divanildo Marques
  • Serro - Serro - Divanildo Marques
  • Serro - Chácara do Barão do Serro - Gui Figueredo
  • Serro - Chácara do Barão do Serro - Gui Figueredo
  • Serro - Fazenda do Engenho - Gui Figueredo
  • Serro - Queijo do serro - Diego Gazola
  • Serro - Trecho entre Milho Verde e S. G. do Rio das Pedras - Diego Gazola
  • Serro - Capela de Santa Rita - Diego Gazola
  • Serro - Vista geral do Serro - Diego Gazola
  • Serro - Casa de Caridade Santa Tereza - Diego Gazola
  • Serro - Igreja Matriz de N.S. da Conceição - Diego Gazola
  • Serro - Museu Regional Casa dos Ottoni - Diego Gazola
  • Serro - Igreja de N ossa Senhora do Carmo - Diego Gazola
  • Serro - Fazenda Engenho da Serra - Diego Gazola
  • Serro - Queijeiro - Diego Gazola
  • Serro - Prefeitura do Serro - Diego Gazola
  • Serro - Casario do Serro - Diego Gazola
  • Serro - Fazenda Engenho da Serra - Diego Gazola
  • Serro - Fazenda Engenho da Serra - Diego Gazola
  • Serro - Trecho entre Milho Verde e S. G. do Rio das Pedras - Diego Gazola
  • Serro - Área Central do Serro - Diego Gazola
  • Serro - Casa colonial - Diego Gazola
  • Serro - Matriz N. S. dos Prazeres - Milho Verde - Diego Gazola
  • Serro - Milho Verde - Capela N. Senhora do Rosário - Diego Gazola
  • Serro - Vista geral de Milho Verde - Diego Gazola
  • Serro - Cachoeira do Piolho - Milho Verde - Diego Gazola
  • Serro - Casario em S. Gonçalo do Rio das Pedras - Diego Gazola
  • Serro - Beiral de cachorro - S. G. do Rio das Pedras - Diego Gazola
  • Serro - Cozinha - Diego Gazola
  • Serro - Arredores de São Gonçalo do Rio das Pedras - Diego Gazola
  • Serro - Cachoeira do Comércio - S. G. Rio das Pedras - Diego Gazola
  • Serro - Matriz de São Gonçalo do Rio das Pedras - Diego Gazola
  • Serro - Artesanato de S. Gonçalo do Rio das Pedras - Diego Gazola
  • Serro - Ig. N. S. Rosário - S. G. do Rio das Pedras - Diego Gazola
  • Serro - Telhado e balaio - Diego Gazola
  • Serro - Queijo Serro - Divanildo Marques
  • Serro - Nossa Senhora do Rosário - Eliane Torino
  • Serro - Fitas de Folia - Wilton Ribeiro
  • Serro - Salve Nossa Senhora do Rosário - Wilton Ribeiro
  • Serro - Catopês - Divanildo Marques
  • Serro - Chegada da procissão - Divanildo Marques
  • Serro - Festa do Rosário - Divanildo Marques
  • Serro - Rei e Rainha - Festa do Rosário - Divanildo Marques
  • Serro - Trio Catopês - Divanildo Marques
  • Serro - Catopês - Divanildo Marques
  • Serro - Catopês - Divanildo Marques
  • Serro - Catopês - Divanildo Marques
  • Serro - Catopês - Divanildo Marques
  • Serro - Marujada - Divanildo Marques
  • Serro - Marujada - Divanildo Marques
  • Serro - Marujada - Divanildo Marques
  • Serro - Marujada - Divanildo Marques
  • Serro - Igreja de Nossa Senhora do Carmo - Arthur Figueiredo
  • Serro - Igreja de Santa Rita - Arthur Figueiredo
  • Serro - Igreja de Santa Rita - Arthur Figueiredo
  • Serro - Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição - Arthur Figueiredo
  • Serro - Cachoeira do Comércio - Sérgio Freitas
  • Serro - Igreja de Nossa Senhora do Carmo - Sérgio Freitas
  • Serro - Igreja de Santa Rita - Sérgio Freitas
  • Serro - Igreja de São Gonçalo - Sérgio Freitas
  • Serro - Vista ao anoitecer - Serro - Sérgio Freitas
  • Serro - Vista - Serro - Sérgio Freitas
  • Serro - Capela de Santa Rita - Marcelo Andrê
  • Serro - Serro - Bruno Guilarducci

Sede de uma das quatro primeiras comarcas da Capitania das Minas, a antiga Vila do Príncipe do Serro Frio, hoje, cidade do Serro, ainda guarda as características das vilas setecentistas mineiras, o que lhe valeu ter seu conjunto arquitetônico e urbanístico tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional em abril de 1938.


Entre 1701 e 1702, uma bandeira chefiada por Antônio Soares Ferreira descobriu as minas de ouro de Ivituruí, que em língua indígena significa Serro Frio, um “nevoeiro denso que invade a parte alta da serra, acarretando grande baixa de temperatura e sendo acompanhado de vento mais ou menos forte e constante”. Assim, é descrito o típico clima da região. 


Em pouco tempo, um grande número de aventureiros chegou ao local atraído pelo ouro que brotava fácil nas cabeceiras do Jequitinhonha e seus afluentes. Em 1711, o sargento-mor, Lourenço Carlos Mascarenhas, foi nomeado superintendente das minas de ouro da região para manter a ordem e a justiça. A prosperidade do arraial motivou, então, sua elevação à vila no ano de 1714, quando, então, ganhou o nome de Vila do Príncipe. Com a criação da Comarca do Serro Frio, a vila passou a ser sede da comarca.  Em 6 de março de 1838, a vila foi elevada à cidade com a denominação de Serro.


A
s igrejas impressionam pela qualidade da ornamentação e pela pintura em perspectiva nos forros. O alto nível destas pinturas é atribuído a Silvestre de Almeida Lopes, principal pintor da antiga Vila do Príncipe no final do século 18. Para admirá-las, visite a Capela de Santa Rita, a Matriz de Nossa Senhora da Conceição e as igrejas Nossa Senhora do Carmo e Nossa Senhora do Rosário.


O Serro fez fama por ser um ótimo lugar para um roteiro gastronômico. Seu principal produto é o  queijo do Serro, registrado como patrimônio imaterial de Minas Gerais. O queijo, inclusive, é o motivo da festa que acontece em agosto no Parque de Exposições, com concurso leiteiro, shows e vaquejada. Das tradicionais festas religiosas, o destaque é a festa de Nossa Senhora do Rosário, com celebrações, barraquinhas, shows, apresentações de artistas da cidade e manifestações folclóricas. A Festa do Divino, no mês de maio, é celebrada com missa solene, procissão e manifestações folclóricas como a dança do Bumba-meu-boi, a subida do pau-de-sebo e a disputa do quebra-pote.


Rodeada por montanhas, a cidade é muito procurada pela beleza de sua paisagem. Os visitantes encontram boas alternativas para caminhar, descansar e contemplar a natureza. Uma área de 4700 ha do Parque Estadual do Itambé abrange os municípios do Serro, Santo Antônio do Itambé e Serra Azul de Minas. Este parque abriga diversas espécies animais, nascentes, cachoeiras e cabeceiras de rios que alimentam o Jequitinhonha e o rio Doce. É um bom local para se observar a típica vegetação do cerrado.

 


Hoje, duas excelentes atrações do Serro são os distritos de Milho Verde e São Gonçalo do Rio das Pedras, paraísos ecológicos já famosos como destinos turísticos mineiros. Os povoados de Três Barras e Capivari também são locais para quem procura a paz, a tranquilidade das serras e as belíssimas cachoeiras. Capivari está na rota para quem deseja subir o Pico do Itambé. Nos seus arredores, existem trilhas que revelam impressionantes paisagens do cerrado mineiro. Tempo Perdido e Coqueiros são duas belas cachoeiras com praias de areia branca, presentes da natureza para quem percorre os caminhos de Capivari. 

 

 

Enviar link

Região Turística
Central
  • Este destino pertence ao(s) circuito(s):
  • Diamantes
  • Prefeitura
  • praça João Pinheiro, 154
    CEP 39150-000
    38 3541-1368


    Site Oficial


    Prefeito

    Epaminondas Pires de Miranda 
    Vice-prefeito
    Leonardo Clementino Nunes

     

  • Cidades próximas:
  • Alvorada de Minas
  • Conceição do Mato Dentro
  • Datas
  • Diamantina
  • Gouveia
  • Milho Verde - Distrito do Serro
  • Rio Vermelho
  • Santo Antônio do Itambé
  • Serra Azul de Minas