Turismo

Circuitos

Diamantes

© Henry Yu Diamantina - Povoado de Biribiri - Henry Yu Povoado de Biribiri

Com a descoberta do primeiro diamante nas lavras de ouro no Arraial do Tijuco (atual Diamantina), por volta de 1719, esta região cresceu significativamente, a ponto de ser considerada "um estado dentro de outro estado". Tamanha riqueza gerou um fabuloso patrimônio histórico-cultural que mescla belezas arquitetônicas, artes e passeios ecológicos. Tudo isso embalado ao som de clássicos barrocos, serestas e "vesperatas".


Compõem o Circuito do Diamante os seguintes municípios: Alvorada de Minas, Couto de Magalhães de Minas, Datas, Diamantina, Felício dos Santos, Gouveia, Monjolos, Presidente Kubitschek, Rio Vermelho, Santo Antônio do Itambé, São Gonçalo do Rio Preto, Senador Modestino Gonçalves e Serro.


Este Circuito tem o privilégio de possuir um Patrimônio da Humanidade - a magnífica Diamantina, que ganhou o título graças ao esplendor da arquitetura e de sua universal manifestação cultural. A cidade é terra natal do grande presidente Juscelino Kubitschek. O romance da mulata Chica da Silva com o poderoso contratador João Fernandes de Oliveira marcou a memória local com histórias misturadas às lendas. Além das riquezas arquitetônica e cultural, um ótimo artesanato é oferecido aos visitantes. Todos os meses, a cidade vem recebendo centenas deles para assistir ao inesquecível espetáculo da Vesperata. É a tradição musical da cidade, que pulsa nas sacadas centenárias, numa belíssima apresentação conjunta de duas bandas locais.


A Serra do Espinhaço e a Bacia Hidrográfica do Rio Jequitinhonha proporcionam ao Circuito belas paisagens. Grutas e cachoeiras não faltam na região, onde se sobressaem a Cachoeira dos Cristais, as da Sentinela e das Fadas e as grutas do Salitre e da Tromba D'Anta. Aqui também está um dos marcos de Minas Gerais - o Pico do Itambé, que, com seus 2.002 m de altitude, é um convite a um excelente trekking. Lá de cima, a vista deslumbrante recompensa quem se aventura, já que a caminhada exige muito esforço e um superpreparo físico.


A cidade do Serro, situada às margens do Rio Jequitinhonha, é outra visita obrigatória para quem viaja por este Circuito. Famoso por seu queijo de grande qualidade e sabor e pela cachaça artesanal lá produzida, o município destaca-se também pelas belezas naturais. Nos distritos de Milho Verde e São Gonçalo do Rio das Pedras, as muitas cachoeiras e montanhas são atrativos imperdíveis. Além disso, não há nada como a simplicidade cativante do interior mineiro, característica intrínseca a todos os outros municípios do Circuito do Diamante, cujos pitorescos vilarejos e povoados também guardam as maravilhas naturais do Alto Jequitinhonha.


O Circuito Turístico dos Diamantes foi certificado em 12 de fevereiro de 2005.
Certificação renovada em 2009/2010.


Presidente
Jaime Lino Cruz
38 3525-1261
evafneves@yahoo.com.br


Gestor
Tatiane Roberta do Nascimento
38 9993-4076


Secretária
Bya Betelli
circuitodosdiamantes@gmail.com


Sede do Circuito
Praça Barão de Guaicuí (Praça do Mercado), 28A - Centro
CEP 39100-000
Diamantina
38 3531-8994


E-mail
contato@circuitodosdiamantes.com.br


Site
http://www.circuitodosdiamantes.com.br


As agências que operam este Circuito são:

Andarilho da Luz - Caminhadas Ecológicas Terapêuticas - Belo Horizonte
31 3494-2727
www.andarilhodaluz.com.br/

Primotur Turismo Ecológico - Belo Horizonte
31 3213-9839
www.primotur.com.br

Safari Turismo - Belo Horizonte
31 3072-0805
www.safariviagens.com.br


Atualizado em 28 de abril de 2011.

 

Enviar link