Turismo

Circuitos

Caminhos do Indaiá

© Danielli Vargas Dores do Indaiá - Primavera - Danielli Vargas Primavera

O Circuito Turístico Caminhos do Indaiá é composto de oito municípios da região Centro-Oeste/Alto Paranaíba: Cedro do Abaeté, Dores do Indaiá, Luz, Quartel Geral, Santa Rosa da Serra e Serra da Saudade.


O projeto nasceu em 2008, depois da percepção de seus articuladores de que a região possuía grande potencial turístico, graças aos ecossistemas preservados, observáveis em lindas paisagens, e à cultura mineira, expressa na culinária, no artesanato e nas festas populares.


O nome do circuito faz referência ao Rio Indaiá, principal responsável pelo povoamento da região, que, por sua vez, tem seu nome herdado de uma palmeira indígena, originalmente chamada Andaya.


Conheça os caminhos do Indaiá

Formado por municípios de uma região conhecida por ser puramente mineira, o Circuito Turístico Caminhos do Indaiá exibe belezas do cerrado e cultura peculiar.


Cedro do Abaeté - é um dos menores municípios do circuito e também o de maior altitude. Conserva ares de vilarejo, cultiva uma vida interiorana e possui grande potencial para o ecoturismo. Encontra-se às margens do Rio Indaiá - onde o garimpo de diamantes gerou seu desenvolvimento. As principais atrações são os morros da Pedra Menina e do Capacete, além de trilhas, grutas, cachoeiras e fazendas centenárias.


Luz - está às margens da BR-262 e conta com o distrito de Esteios. Tem forte apelo religioso, já que é sede de bispado e possui arquitetura religiosa preservada, como a do Santuário Nossa Senhora de Fátima - o segundo construído no mundo em honra a Santa - e a da Catedral Nossa Senhora da Luz, cuja cúpula é inspirada na Basílica de São Pedro, em Roma. O município também possui cultura agropecuária e atrativos naturais.


Dores do Indaiá - tem, como maior expressão de cultura, a Festa do Rosário, que acontece todos os anos, em agosto. Conserva muito do patrimônio original - incluindo a Fazenda Santa Fé, de 1765 - e várias residências preservadas do século 18. Também mantém forte tradição rural, expressa principalmente na Exposição Agropecuária. A cidade foi berço cultural de nomes como Francisco Campos e o poeta Emílio Moura.


Quartel Geral - guarda diversas belezas naturais, especialmente no charmoso distrito de Quartel São João e no povoado de Campo Alegre. Na cidade, há uma lagoa artificial bastante frequentada. Mas ainda há outra, na área rural, onde se situava o antigo Forte Militar (na época da Coroa portuguesa) e, segundo a lenda, abriga a cabeça do alferes e herói da Inconfidência Mineira, Tiradentes. A Festa do Divino Espírito Santo é famosa na cidade.


Santa Rosa da Serra - pequenina e sossegada, de povo simples e hospitaleiro, tem na cafeicultura uma das fontes de economia. Entre seus muitos atrativos naturais, principalmente quedas d'água e cachoeiras, destaca-se a belíssima cachoeira do Rio Indaiazinho. O evento de destaque é a Festa do Produtor, que tem, entre seus atrativos, rodeios, shows e barracas de produtos típicos, sempre valorizando a cultural local.


Serra da Saudade - é o menor município de Minas Gerais e importante referência no ecoturismo regional. Oferece opções para todos os turistas, como trilhas para off road, rampas naturais para voo livre, cachoeiras, vales e mirantes, numa paisagem assinalada pelo Rio Indaiá e pela Barra do Funchal. Além disso, a história está bem resguardada, referenciada pela Rede Mineira de Viação, com túneis e estação restaurada.


Principais vias de acesso:
BR-262 | BR-040 | MG-176 | MG-352 | MG-354 | MG-235


Certificação em 2 de agosto de 2010


Associação do Circuito Turístico Caminhos do Indaiá
Praça Alexandre Lacerda Filho, 219 - Centro
Dores do Indaiá - MG
CEP 35610-000

caminhosdoindaia@gmail.com


Presidente
Eduardo de Lacerda Valente
37 8818-3400


Gestora
Cecília Sá de Lino Silva
37 9909-8120

 

Enviar link