Minas Gerais

História

Senac
  • Logo Senac Minas
  •  
  • Hotel Grogotó

36. Aécio Neves da Cunha

Aécio Neves

Aécio Neves da Cunha

Cronologia
Nasceu: 10 de março de 1960
Filiação: Aécio Ferreira da Cunha e Inês Maria Tolentino Neves
Natural de Belo Horizonte

Formação
Economia pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerias - 1984

Atividades
Economista - BDMG
Oficial de gabinete do governador Tancredo Neves
Cade - Ministério da Justiça - Rio de Janeiro/1977
Secretário de gabinete parlamentar da Câmara dos Deputados - 1977 a 1981
Secretário particular do governador Tancredo Neves - 1983 a 1984
Secretário particular para Assuntos Especiais da Presidência da República - 1985 Diretor de Loterias da Caixa Econômica Federal em Brasília - 1985 a 1986
Deputado federal - 1987 a 1990, 1991 a 1994, 1995 a 1998, 1999 a 2002
Governador de Minas - 2003 a 2006, 2007 (início do segundo mandato)

Trajetória de vida
Aos 22 anos, Aécio já participa da vida política como secretário de seu avô, Tancredo Neves. Pelo lado paterno, a política também esteve presente, já que é neto do ex-deputado federal Tristão Ferreira da Cunha. Seu pai também ocupou esse cargo no Congresso.

Em 1986, assume seu primeiro mandato como deputado estadual. Em 1992, candidata-se ao cargo de prefeito de Belo Horizonte, conseguindo apenas o terceiro lugar.

Foi eleito para deputado federal por quatro mandatos consecutivos. Em seu último mandato, ocupou a Presidência da Câmara de 2001 a 2003, quando ganhou visibilidade nacional.

Nas eleições de 2002, o neto de Tancredo ganha já no primeiro turno, com 5.282.043 votos, 58% dos votos válidos. Já em seu primeiro mandato, Aécio Neves implanta o "Choque de Gestão", que tinha como objetivo reduzir as despesas, reorganizar e modernizar a máquina pública.

Esse modelo de gestão envolve todas as esferas do Poder Executivo estadual e prevê, a curto e médio prazos, melhorar a qualidade e reduzir os custos estatais. A longo prazo, numa política notadamente neoliberal, prevê parcerias público-privadas (PPPs) para oferecer, segundo o governador, melhores serviços à população. Em 2006, o governo anunciou o pagamento das dívidas de precatórios trabalhistas atrasadas do Estado, quitando o valor de R$ 292,08 milhões entre 2003 e 2006. Em 2003, o Estado é o primeiro no Brasil a integrar as ações das polícias civil e militar.

Em 2006, Aécio é reeleito governador de Minas, com 7.482.809 votos, 73,03% dos votos válidos.

Homenagem
Condecorações:
Grande Oficial da Ordem do Congresso Nacional - Congresso Nacional
Grã-Cruz da Ordem Nacional do Mérito Científico - Presidente da República do Brasil - 2002

Medalhas:
Medalha de Prata Santos Dumont - Governo do Estado de Minas Gerais - 1984
Medalha da Inconfidência - Governo do Estado de Minas Gerais - 1986
Medalha Alferes Tiradentes - 1994

 

 

Enviar link