Minas Gerais

História

Senac
  • Logo Senac Minas
  • Hotel Grogotó
  •  

29. Levindo Ozanan Coelho

Ozanam Coelho

Levindo Ozanam Coelho

Cronologia
Nasceu: 17 de maio de 1914
Faleceu: 30 de março de 1984
Filiação: Levindo Eduardo Coelho e Antonina Gonçalves Coelho
Natural de Ubá

Formação
Bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais - Faculdade de Direito da Universidade de Minas Gerais - 1932

Atividades
Escriturário
Advogado
Jornalista
Promotor de Justiça
Prefeito de Belo Horizonte - 1939 a 1946
Deputado estadual - 1947 a 1951, 1953 a 1954, 1955 a 1959
Deputado federal - 1959 a 1963, 1963 a 1967, 1967 a 1971, 1971 a 1975, 1983 a 1987
Vice-governador de Minas Gerais - 1975 a 1978
Governador de Minas Gerais - 1978 a 1979

Trajetória de vida
Filho do senador Levindo Eduardo Coelho, Ozanam inicia a atividade política ainda cedo, quando exerceu funções no Diretório Acadêmico da Faculdade de Direito. Após sua formatura, retorna a Ubá para advogar. Entretanto, assume, três anos depois, à Promotoria de Justiça da comarca de Bom Sucesso/MG. Em seguida, Benedito Valladares o nomeia prefeito municipal de Belo Horizonte, cargo que exerce até 1946. Concomitantemente a essas atividades, Ozanam dirigia o jornal "Folha do Povo", fundado por seu pai, na cidade de Ubá.

Em 1947, é eleito deputado estadual, o mais jovem da Assembléia Legislativa. Foi eleito deputado federal por quatro mandatos consecutivos, de 1959 a 1971. Em 1975, elege-se pelo Colégio Eleitoral vice-governador do Estado, na chapa de Aureliano Chaves. Com a renúncia deste para concorrer à Vice-Presidência da República, Ozanam assume o governo do Estado até outubro de 1979. Durante seu mandato, fortes tempestades castigaram Minas, em janeiro de 1979; regiões ficaram ilhadas, estradas intransitáveis e cidades inteiras arrasadas.

Depois de deixar o Palácio da Liberdade, é convidado para ser ministro do Supremo Tribunal do Trabalho, cargo que recusa, alegando apego às urnas populares.

Em 1979, é eleito mais uma vez deputado federal pelo PDS, mandato este que não chega a cumprir devido ao seu falecimento, em março de 1984, quando acabara de anunciar seu voto favorável às eleições diretas.

Homenagem
Em homenagem, seu nome foi dado a:
Faculdade Ubaense Ozanam Coelho - Ubá
Biblioteca Governador Levindo Ozanam Coelho - Ubá
Núcleo de Estudos Jurídicos Promotor de Justiça Levindo Ozanam Coelho - Ubá
Auditório Governador Ozanam Coelho - Ubá
Escola Municipal Ozanam Coelho - Belo Horizonte
Comenda Promotor de Justiça Ozanam Coelho

Enviar link