Cultura

Manifestações Culturais Tradicionais

Senac
  • Logo Senac Minas
  •  
  • Hotel Grogotó

A lenda da panela mágica

A panela de pedra, peça da tradicional do artesanato mineiro, apreciada por sua capacidade de conservar, por muito mais tempo, a temperatura que atingiu no fogão, seja ele a gás, eletrico ou a lenha, ficou famosa através de uma lenda do folclore brasileiro. É a história da panela encantada de Pedro Malasartes.

 

Em uma de suas andanças de tropeiro, Pedro estava fazendo o almoço na beira da estrada quando percebeu que outro cavaleiro se avizinhava. Mais que depressa, Malazartes retirou a panela de pedra do fogo, recobriu com areia o local onde improvissara o fogo e ali deixou a panela de comida, que continuava fervendo. Quando o cavaleiro desconhecido aproximou-se, espertamente Pedro o convidou para o almoço. Ele aceitou. Serviram-se, comeram, repetiram.

 

E o forasteiro não tirava os olhos daquela panelinha, cujo conteúdo continuava fervendo, apesar da ausência do fogo. Pedro desconversava, como quem nada quisesse (mas o bote estava armado...). Até que o outro não se conteve e perguntou:


- Escuta aqui, seu Pedro! me explica o mistério dessa panela que ferve sozinha.

 

- Ah! Essa panelinha é a mão na roda. Uma vez ajudei uma velhinha e ela me deu essa panela. De lá pra cá, eu nem compro comida. É só pensar no que quero comer, ela se enche sozinha e começa logo a cozinhar.

 

O viajante manifestou o desejo de adquirir a panela. Pedro disse que não vendia e depois de muitos "vende", "não vendo", "vendo", "não vendo", Malazartes acabou conseguindo por ela um bom dinheiro.


Enviar link